domingo, 20 de março de 2011

PELA IMEDIATA LIBERTAÇÃO DOS PRISIONEIROS POLÍTICOS ENCARCERADOS PELA POLÍCIA DE DILMA E CABRAL.

A prisão dos 13 companheiros que participaram conosco no Rio de Janeiro do ato “FORA OBAMA” em frente ao consulado dos EUA na última sexta-feira, 18 de março, se assemelha a prisão política de militantes das organizações de esquerda, ativistas do movimento sindical e popular na época da ditadura militar. Prisões arbitrárias, sem provas, com enquadramento em diversos artigos da lei que inviabilizam o direito a fiança, sob a acusação de tentativa desses companheiros de “causar incêndio” no consulado estadunidense.

Porém, não podemos entender essa prisão política como um equívoco, uma ação isolada de todo o tratamento que vem sendo dado pelo governo federal, desde o mandato de Lula, as mobilizações dos movimentos sociais. Essas prisões fazem parte do empenho do governo Dilma e de seu aliado o governador Sérgio Cabral, de criminalizar e reprimir severamente o movimento de protestos dos trabalhadores e dos lutadores das causas sociais.

O ato pacifico, organizado por várias entidades e partidos de esquerda, denunciou a vinda de Obama como um evento onde será selado um acordo com a presidenta Dilma para a entrega de nosso petróleo do pré-sal as multinacionais norte-americanas, fato que contraria a luta histórica dos trabalhadores brasileiros pela preservação do nosso petróleo como monopólio estatal. A vinda de Obama ao Brasil, também serve ao interesse atual do imperialismo de “limpar” a imagem diante do resto do mundo, apresentando-se como um mui querido amigo do governo e do povo brasileiro.

Mas em frente ao consulado norte-americano, a partir de um acontecimento isolado e repudiado pelo conjunto da militância, a repressão utilizou cassetetes, bombas de gás e de efeito moral, com tiros de bala de borracha disparados contra nós manifestantes e prisões políticas, com o intuito de desmobilizar, de desmantelar a organização do protesto. Da mesma forma e com o mesmo objetivo que atuava a polícia e todo aparelho de repressão da ditadura militar.

Mas, assim como também não desistimos da luta contra a ditadura, não vamos recuar no nosso protesto de FORA OBAMA. E mais, com essa nota chamamos a repudiar a prisão dos 13 companheiros, prisioneiros políticos de Dilma e Cabral, e exigimos:

A IMEDIATA LIBERTAÇÃO DOS COMPANHEIROS (AS) !

FORA OBAMA!

ASSINAM:
UNIDOS PRA LUTAR - SINTUFF/RJ - DCE/UNIRIO - SINDICATO DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE ITAOCARA/RJ - SINDICATO DOS TRABALHADORES QUIMICOS DE SJC/SP - SINTSEP/PA - SINTRAM/PA - SINDESAÚDE-AP - JUVENTUDE VAMOS A LUTA.

Nenhum comentário: